Resenha de Filme: Truque de Mestre

truquedemestre_2

Nessa semana chega em cartaz nos cinemas brasileiros o longa Truque de Mestre, trata-se de um filme do gênero thriller centrado em uma equipe de ilusionistas que começa executar roubos espetaculares durante os seus shows. O projeto que custou pouco mais de 75 milhões de dólares já arrecadou mais do que o dobro do seu custo de produção. O filme é comandado pelo polêmico e inconsistente Louis Leterrier (Cão de Briga) que alguns meses atrás criticou as pressões dos produtores durante as filmagens de Fúria de Titãs.

A produção é estrelada por: Jesse Eisenberg (30 Minutos ou Menos) que interpreta Daniel Atlas, Mark Ruffalo (Os Vingadores) que faz o agente do FBI Dylan Rhodes, a bela Isla Fisher (Rango) vivendo Henley Reeves, Morgan Freeman (Oblivion) fazendo oapresentador Thaddeus Bradley, Michael Caine (A Origem) interpretando o milionário Arthur Tressler, Woody Harrelson (Amizade Colorida) fazendo o mentalista McKinney, Dave Franco (Anjos da Lei) vivendo Jack Wilder e a bela Mélanie Laurent (Toda Forma de Amor) interpretando a oficial da Interpol Alma Dray.

Em Truque de Mestre quatro profissionais juntam as suas forças para criar o mais impressionante espetáculo ilusionista já visto. O grupo que se intitula Os Quatro Cavaleiros ganha notoriedade ao praticar roubos considerados impossíveis durante as suas apresentações. O agente do FBI Dylan Rhodes (Ruffalo) e ao lado da oficial da Interpol Alma Dray (Laurent) tem então que perseguir e prender esses criminosos comhabilidades fora do comum.

Quando os primeiros materiais sobre essa produção foram sendo divulgados confesso que fiquei bastante animado em ver um longa nos moldes de O Grande Truque ou O Ilusionista, dois filmes sobre mágicos recentes e que abordam muito bem essa temática. Mas Truque de Mestre peca justamente porque não aproveitar-se das lições deixadas por seus predecessores. Os principais pontos para o sucessos de ambos os filmes foi apostar no bom desenvolvimento dos seus personagens dando mais importância para a história do que efeitos especiais ou cenas de ação, conseguindo com isso conectar-se melhor com o espectador e limitar o efeito Mister M.

Desde de que Val Valentino (o Mister M) expôs alguns dos principais truques que os ilusionistas criaram para entreter as suas plateias o apreço das pessoas para com a mágica diminuiu consideravelmente, porque perdemos o encanto e consequentemente o interesse pelo assunto. Quando uma produção como Truque de Mestre se propõe a fazer um filme sobre ilusionismo e usa tantos efeitos especiais em cenas “simples” fica ainda mais difícil o espectador “comprar” essa história, além disso, o ritmo extremamente acelerado não ajuda no desenvolvimento do grande número de personagens o que por sua vez faz com que o espectador não se conecte com a trama.

Infelizmente para os fãs de ilusionismo, bons thrillers de ação e filmes de roubo a produção Truque de Mestre deixa muito a desejar. O projeto peca muito pelos excessos; o grande números de personagens que terminam não sendo bem desenvolvidos, o ritmo muito acelerado que deixa uma sensação de vazio na trama, a infantilidade do roteiro que na metade inicial quer deixar tudo muito mastigadinho para o espectador entender – como se ele fosse bem burro – ao mesmo tempo que no final procura surpreender mais do que o necessário (também conhecido como Shyamalan effect). De pontos positivos destaco algumas boas cenas de ação, especialmente da luta que envolve Ruffalo contra Dave Franco e a presença de Woody Harrelson que fazendo a sua persona básica não deixa de ser bem engraçado. Em um breve resumo, Truque de Mestre é uma produção que você pode ir conferir no cinema, mas sem muitas expectativas para não se decepcionar; diversão bem descartável e passageira.

Nota do CD:

★★☆☆☆

Nota dos Leitores:




Trailer do Filme:

Ficha Técnica:
Título: Truque de Mestre (Now You See Me)
Elenco: Jesse Eisenberg, Mark Ruffalo, Isla Fisher, Morgan Freeman, Michael Caine, Woody Harrelson, Alex Kruz, Chris Browning, Common,
Dave Franco, Elias Koteas, Han Soto, Mélanie Laurent.
Direção: Louis Leterrier
Gênero:  Suspense
Duração: 115 min.
Distribuidora: Paris Filmes
Orçamento: US$ 70milhões

Tags: , , , , , , , , , , , , , , ,

Categoria: Ação, Fraco, Resenhas, Silvano Vianna

Sobre o autor ()

Um dos fundadores do Cinema Detalhado, sou psicólogo de formação e cinéfilo por opção. Assisto a qualquer tipo de filme, mas sou muito mais criterioso para recomenda-los.

Comentários (9)

Trackback URL | Comentários de RSS Feed

Páginas que conectam a este texto

  1. Livros, Filmes, Músicas… ["Nossa Larissa, você não morreu??? ('O')"] | Dreams of a Queen | 23 de setembro de 2013
  1. Junior Zuba disse:

    Esse filme ficou em cartaz uns 6 meses em um dos cinemas da minha cidade, mas eu não me vi interessado. Resolvi ver em casa, recebendo altas recomendações, até mesmo como o melhor filme de 2013. Todavia confesso que foi decepcionante. Esperava muito mais e o final, cá pra nós trágico. O filme inteiro aquele agente do FBI com pinta de idiota, pra no final ser o tal mentor. Uma reviravolta e “tanto”, mas totalmente sem graça e sem nexo. Parece os finais de novelas da Record, em que a mocinha que sofreu a trama inteira é a vilã. Aff.

  2. felipe disse:

    Esse filme foi ótimo muito bom para mim não tem nada ruim nele.. Foi uns dos melhores q já vi ate hoje…

  3. Vitor Jacob disse:

    Acho “cinéfilo” um termo muito idiota de ser usado para qualquer um que se diz gostar muito de filmes. É só um termo idiota, usado por gente idiota. Só queria dizer isso. E o filme é ótimo. Não fiquei com raiva, só queria dizer que qualquer um que usa “cinéfilo” para se descrever é imbecil.

    • Tiago Britto disse:

      Vitor…Cinéfilo tem como significado: Que ou quem tem forte interesse ou entusiasmo pelo cinema. Não vejo nada demais no termo…Se você não concorda com a crítica encontre argumentos e debata. Eu mesmo não concordo com o texto e gostei filme e já debati isso com a pessoa que escreveu, mas é uma questão de opinião. Encontre um ponto de discussão e traga algo saudável, pois esse é o diferencial do cinema…A possibilidade de debate e de conhecimento.

  4. George disse:

    Filme muito bom! Um dos melhores que assisti nos últimos tempos… Além disso tem um final surpreendente e bem criativo. Defeitos tem como qualquer produção cinematográfica, mas em minha humilde opinião acerta muito mais do erra!

  5. patricia disse:

    Achei péssima esta critica. O Filme deixa a desejar em alguns detalhes sim, mas surpreendeu muito, muito bom! Recomendo certamenteeeeee!

  6. Adalberto Tramontina disse:

    Quero ver, outra vez, seus olhinhosnanoite serena!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *