Resenha de Filme: O Cavaleiro Solitário

cavaleiro-solitário-poster-580x859

Entra em cartaz nessa semana o filme O Cavaleiro Solitário, nova adaptação resultado da parceria Disney, Jerry Bruckheimer Films e Johnny Deep (Anjos da Lei). O ambicioso projeto orçado em mais de 250 milhões de dólares visava a criação de mais uma franquia de sucesso a ser explorada, mas ao que tudo indica isso não deve acontecer. A recepção morna que o filme teve nas bilheterias ao redor do mundo e as críticas negativas projetam um resultado muito aquém do esperado e põe em cheque até a permanência de Bob Iger. Ano passado em uma situação bem semelhante Rich Ross pediu demissão após o retubante fracasso de John Carter nas bilheterias.

A direção de O Cavaleiro Solitário coube a Gore Verbinski, anteriormente ele fez parceria com Deep nos dois primeiros filmes da cinesérie Piratas do Caribe e repetiu a dose na animação Rango. O elenco do filme ainda conta com as presenças de Armie Hammer (J. Edgar) fazendo o Cavaleiro Solitário, Helena Bonham Carter (Os Miseráveis) vivendo a prostituta Red, William Fichtner (O Homem Mais Procurado do Mundo) fazendo o pistoleiro Butch Cavendish, Ruth Wilson (Anna Karenina) fazendo a bela Rebeca Reid, e Tom Wilkinson (O Exótico Hotel Marigold) interpretando o empresário Latham Cole.

O Cavaleiro Solitário é uma aventura que mescla muito humor e ação que tenta apresentar esse herói mascarado para um público jovem e tornar a sua história divertida e interessante. O filme começa quando Tonto (Johnny Deep), o espírito guerreiro nativo americano narra a história da origem do herói e que foi responsável por transformar John Reid (Armie Hammer), um homem da lei, em uma lenda da justiça. Durante esta jornada estes dois improváveis companheiros precisam aprender a trabalhar juntos e lutar contra a ganância e a corrupção para enfim virarem heróis que passam a inspirar o imaginário de toda uma geração.

Confesso que fui ver O Cavaleiro Solitário um pouco desconfiado, pois era um personagem que eu não lembrava muito e pensei seriamente que o seu apelo comercial já tinha vencido, algo que aconteceu com O Fantasma (1996); filme estrelado por Billy Zane que foi um fracasso. O que me animava era a presença de Johnny Deep, pois se ele conseguiu renascer o interesse do público por piratas porque não teria esse sucesso com westerns; mas infelizmente para minha tristeza o Tonto interpretado por Deep terminou refém de Jack Sparow.

Antes de assistir ao longa eu acreditava que Verbinski iria utilizar um tom neste projeto próximo ao do que ele imprimiu em a A Mexicana (2001), que consegue ser engraçado/irônico ao mesmo tempo que é um filme adulto. Mas a combinação do excesso de mentiras, piadas e as explicações minuciosas de todos os aspectos da trama fizeram com o que o filme ficasse demasiadamente longo, chato e bem infantil. O Cavaleiro Solitário infelizmente fica bem abaixo da qualidade os nomes envolvidos e ao que tudo indica vai “matar” a chance de mais um herói ter continuidade nas telas de cinemas, pelo menos por um bom tempo.

Nota do CD:

★★☆☆☆

Nota dos Leitores:




Trailer do Filme:

Ficha Técnica:
Título no Brasil:  O Cavaleiro Solitário
Título Original:  The Lone Ranger
País de Origem:  EUA
Gênero:  Ação
Tempo de Duração: 149 minutos
Ano de Lançamento:  2013
Estreia no Brasil: 12/07/2013
Site Oficial:
Estúdio/Distrib.:  Walt Disney Pictures
Direção:  Gore Verbinski
Elenco: Johnny Depp, Armie Hammer, Helena Bonham Carter, William Fichtner, Tom Wilkinson, Ruth Wilson, Barry Pepper, James Badge Dale, James Frain, Matt O’Leary, W. Earl Brown, Landall Goolsby.

Tags: , , , , , , , , , , , , ,

Categoria: Aventura, Fraco, Resenhas, Silvano Vianna

Sobre o autor ()

Um dos fundadores do Cinema Detalhado, sou psicólogo de formação e cinéfilo por opção. Assisto a qualquer tipo de filme, mas sou muito mais criterioso para recomenda-los.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *