Crítica: O Closet (Le Placard)

Assisti a primeira vez a filme O Closet como parte de uma aula na faculdade e logo me apaixonei pelo filme, que tem uma narrativa muito interessante. Dirigido escrito pelo francês Francis Veber, que geralmente faz comédias de boa qualidade. O elenco conta com bons nomes do cinema francês incluindo os astros Gerárd Depardieu e Daniel Auteuil. Outro ponto interessante do filme é conseguir trabalhar bem os personagens não deixando que o excesso de talento e nomes seja sub-aproveitado.

A película conta a história de François Pignon (Daniel Auteuil) um homem que está divorciado há 2 anos, mas permanece apaixonado pela ex-mulher, que não quer mais falar com ele por considerá-lo chato. Seu filho também se mantém afastado por vontade própria e, para completar, Pignon está prestes a ser demitido. Deprimido com a vida, Pignon conhece seu novo vizinho, Belone (Michael Aumont), a quem conta sua atual situação.

É quando Belone lhe propõe uma solução inusitada para salvar o emprego de Pignon: enviar ao seu chefe uma fotomontagem onde Pignon aparece com outros homens, o que faria assumir sua homossexualidade. De acordo com o plano de Belone, a empresa não demitirá mais Pignon por medo de que isto provoque o protesto da ala homossexual da sociedade, a quem os produtos da empresa também são voltados. Inicialmente relutante, já que não é homossexual, Pignon acaba aceitando o plano e vê sua vida modificar totalmente após as fotos se tornarem públicas.

A história bem peculiar torna-se bem divertida e ponto de partida para mudança na vida de alguns personagens que descontroem a forma de agir no mundo. O tom da comédia francesa também é bastante legal, não se preocupando em ser escrachado mas atento as falas e situações, cinema de boa qualidade. A construção de cada personagem também é muito bem feita e os atores estão também muito bem o que torna o filme ainda mais agradável.

A trilha sonora se encaixa em cada momento e aliando com a boa edição e excelente direção torna a jornada mais coesa e divertida. O Closet é uma boa pedida para quem é fã de cinema de qualidade e leve, quem gosta de cinema francês também vai adorar. A história torna temas densos e trata da vida, mas de uma maneira acessível a todos. Quem não viu, deve dar um conferida, procurem em suas locadoras e aproveitem.

Nota: 10


Trailer:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Categoria: Comédia, Resenhas, Sensacional, Silvano Vianna

Sobre o autor ()

Um dos fundadores do Cinema Detalhado, sou psicólogo de formação e cinéfilo por opção. Assisto a qualquer tipo de filme, mas sou muito mais criterioso para recomenda-los.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *